Aldeia do concelho de Castanheira de Pêra, distrito de Leiria

23
Ago 19

 

Ontem tive uma conversa agradável com o amigo e parente Mário Nascimento. A meu pedido  fui esclarecido sobre algumas situações relacionadas com parentescos antigos. Sendo a minha trisavó Maria Rosa Helena Lopes, irmã de Maria do Carmo (Helena Lopes???) visavó do Mário. Eram seis irmãos, mais cinco meios irmãos. Nasceram na Balsa, tendo a Maria do Carmo vivido lá, na casa pertencente ao Dr. Rosendo. Nessa casa nasceu  o Padre Nascimento e provavelmente os seus irmãos, Manuel, Piedade e mais uma menina que terá falecido cedo. Depois vieram as curiosidades engraçadas. O único que ficou com o apelido Nascimento foi o José (Henriques do Nascimento) por ter nascido próximo do Natal. O seu irmão  Manuel Henriques dos Santos, avô do Mário, mais tarde teve problemas, devido ao nome igual ao de um individuo da Moita. Assim resolveu adotar o mesmo apelido do irmão para evitar confusões, passando a assinar Manuel Henriques do Nascimento.

O padre José Henriques do Nascimento foi reitor da paróquia de Castanheira de Pera mais de cinquenta anos, tendo celebrado a sua missa nova na capela da Sarzedas de S. Pedro em 1901 e celebrado as Bodas de Ouro sacerdotáis em 1951 como consta de uma lápide existente na capela.

Eu lembro-me do Padre Nascimento e lembro-me dos neus avós o cumprimentarem e tratarem-se por primos. Embora à época já fosse coadjuvado pelo padre  Arménio Marques.

A antiga capela foi destruida em 1973, com exceção do altar mor e da torre, embora  esta tenha sido alteada. O altar porque foi oferecido pelo Sr. Cipriano Lopes de Almeida e a torre pelo seu irmão Manuel Lopes de Almeida. Outras ofertas embora movéis, os antigos  bancos da capela mor, oferecidos pelo Sr. Manuel  de Oliveira  (Ti Oliveira) da Sarzedas do Vasco, foram retirados e não voltaram. No mesmo local e com a integração dos elementos que ficaram foi construida a atual capela, bastante maior.  Esta foi oferta do Sr. Albano Antunes Morgado. Se olharmos o altar de mármore, podemos concluir a altura e largura da capela mor antiga. O crucifixo que está por cima do altar mor, pendurado na parede, foi oferecido pelo Sr. Sá Simões de Almeida.

IMG_20191022_162002a.jpg

IMG_20191022_162034.jpg

IMG_20191022_162108.jpg

IMG_20191022_162120.jpg

IMG_20191022_162225.jpg

 

 

publicado por Sir do Vasco às 14:39

8 comentários:
Caro Sr. Armando

Obrigado por mais este seu artigo muito interessante.

Dado que não conheço a região, aproveito para colocar a seguinte questão.
Na Monografia do Concelho de Castanheira de Pera, de Kalidás Barreto, pode ler-se:
“Nas Sarzedas de S. Pedro existem degradados os vestígios da capela velha que se admite do século XVII” e também “... o culto foi transferido, bem como a imagem do orago S. Pedro, para a nova capela, muito provavelmente no século XIX.”

Pergunto, se ainda existem “os vestígios da capela velha que se admite do século XVII”?
E em que parte da aldeia se localizava esta capela, em lugar diferente da atual capela, certo?

Cumprimentos.
Jacinto Silva
Anónimo a 11 de Novembro de 2020 às 22:31

Não conheço vestígios de capela velha de S. Pedro. Suponho que não existem. Existem duas mini capelas: uma dedicada à Nossa Senhora da Memória e fica do lado esquerdo na rua que segue do Largo do Jogo para o fundo do lugar. Outra que fica mesmo no referido largo e não sei de momento a quem é dedicada.
Mas contava-me o meu avô que existiu uma capela velha de S. Pedro no local onde se situa a casa que foi de António (?) Alves. Este Alves era pai do Dr. Morgado que viveu em Figueiró e situa-se no primeiro cruzamento de ruas quando se segue para o fundo do lugar. Há pouco tempo esta casa foi vendida a alguém que suponho serem donos do atual café/restaurante. Este Alves terá falecido no inicio dos anos sessenta.
Armando Eiras a 12 de Novembro de 2020 às 22:09

Caro Sr. Armando

Obrigado mais uma vez pela sua informação. Embora pareça pouco significativo, para mim são dados importantes, porque fazem parte do conhecimento da história da minha família. Pelo menos, cerca de 1680 a 1820, vários familiares, meus ascendentes diretos nasceram e viveram em Sarzedas do Vasco / Além e em Balsa.
Dei uma vista de olhos pelos Registos Paroquias de Castanheira de Pera e encontrei vários registos de batismo que penso serem de familiares seus. Certamente já tem estes dados em sua posse, de qualquer modo e caso precise, guardei registos de batismo de Maria da Conceição n. 1898, penso que é sua avó? E dos irmãos, Anacleto n. 1895 e Maria n. 1898.

Cumprimentos. Jacinto Silva
Anónimo a 14 de Novembro de 2020 às 16:38

Faço uma correção: o registo de batismo de Maria é de 1890 e não de 1898.
Anónimo a 14 de Novembro de 2020 às 16:42

De facto a minha avó era a Maria da Conceição e a data confere o Anacleto era mais velho assim como a Maria Helena. Tinham ainda os irmãos Arminda e o João. De facto não fiz consultas algumas sei apenas porque tive conhecimento direto com a minha avó. Posso saber os nomes de alguns ascendentes seus de Sarzedas do Vasco? Abraço. Armando.




Se quiser podemos comunicar por mail: areiras@gmail.com
Sir do Vasco a 14 de Novembro de 2020 às 21:51

Caro Armando

Entretanto, encontrei mais alguns batismos de familiares seus:
- Manuel n. 1886 - irmão da sua avó Maria da Conceição;
- Filhos de Francisco da Silva Eiras - Maria Rosa n. 1885; Manuel n. 1888 e Albino 1897;
- Filhos de José da Silva Eiras - Albano n. 1890 e Manuel n. 1896.
Se quiser, posso enviar-lhe cópias destes documentos, por email.
O meu email é: jotasilva.60@gmail.com

Os meus avós de Sarzedas do Vasco são:
- Maria Antão n. 1743;
- Manoel Antão n. 1708 c. c. Maria Lopes n. 1715;
- João Antão c. c. Domingas Fernandes (cerca 1673-1690);
- António Rodrigues c. c. Joana Lopes (cerca 1698-1680).
Este ramo de Sarzedas do Vasco coexistiu com outro meu ramo de Balsa, entre cerca de 1676 e 1805, unindo-se no casamento de Maria Antão n. 1743 (Sarzedas do Vasco) com Manuel Tomás n. 1735 (Balsa).

Um abraço. Jacinto Silva
Anónimo a 15 de Novembro de 2020 às 19:29

Não tinha visto o seu email.
Vou entretanto enviar-lhe os documentos.
Anónimo a 15 de Novembro de 2020 às 19:38

Agosto 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
24

25
26
27
28
29
30
31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

5 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO