Aldeia do concelho de Castanheira de Pêra, distrito de Leiria

11
Jul 21

Recebe com a direita, passa para a esquerda, bate continência com a direita e pede licença para se retirar. Só entende do que estou a falar quem foi militar há muitos anos, no tempo em que era obrigatório.

O Padre Ricardo Conceição é pároco na paroquia de Nossa Senhora do Rosário de Fátima, no Entroncamento, há cerca de um ano. Não sendo pároco da Meia Via vai lá celebrar muitas vezes. Não é igual ao Padre Borga que dizia “trinta” larachas durante a missa, algumas boas e construtivas outras nem tanto, mas não se coíbe de criticar, sugerir e repetir determinados avisos mesmo durante a missa ser for preciso. Como por exemplo: “Não peguem na mascara...peguem só nos elásticos” “...estendam as mãos com dignidade para receberem a comunhão”.

Hoje no final da missa sugeriu atividades para jovens. Tendo começado por perguntar se alguma vez houve um grande incendido na zona, sugeriu a possibilidade de:

__ eles se juntarem para limparem os caminhos campestres da área, cheios de lixos inflamáveis e muitos vidros.

__ e de se reunirem com os idosos, familiares ou não, e aprenderem com eles.

Nos tempos de pandemia receber a comunhão com dignidade… para uns pode ser digno ter a mão direita por cima da esquerda, para outros a esquerda por cima da direita, outros colocarem as mãos em paralelo e até quem tente receber a hóstia com dois dedos como uma pinça…

Na Sarzedas do Vasco ensinavam-se as crianças a receber com a mão direita e dizer “obrigado”. E quando se dava algo a outra pessoa “...dá-se sempre com a mão direita”.

 

publicado por Sir do Vasco às 15:49

Julho 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

5 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO