Aldeia do concelho de Castanheira de Pêra, distrito de Leiria

12
Jan 09

 

O CULTO DA SAGRADA FAMÍLIA
 
  • O oratório deve permanecer apenas 24 horas em cada lar.
  • É entregue todos os dia à noite à próxima família.
  • As imagens devem ser alumiadas com uma lamparina ou candeia de azeite.
  • As famílias devem rezar junto desta imagens.
  • No dia seguinte à noite devem entregá-las à família imediata.
  • Antigamente existiam mais de trinta lares na aldeia, a volta completa demorava mais de trinta dias.
  • Actualmente existem menos de trinta famílias permanentes, pelo que a volta pode demorar menos de trinta dias. (Por esse motivo, hoje em dia, aceita-se que permaneça mais de 24 horas em cada lar).
  • Nunca é negada às novas famílias, que chegam ou começam a habitar a aldeia em permanência ou temporariamente. Assim como ninguém é obrigado a recebe-la em sua casa.
  • O oratório tem uma pequena caixa para as esmolas.
  • Foi costume pagar-se, ao Senhor Reitor, uma missa que era celebrada na capela da Sarzedas de S. Pedro, em dia de Reis, com esse dinheiro, por intenção de todos os habitantes da aldeia. Actualmente é entregue ao Pároco para fins de beneficencia.
 
 
INCENTIVO DA IGREJA
 
A Igreja Católica incentiva o culto, dos seus Santos, fazendo recordá-los com ícones, que passam de casa em casa, como seja a Sagrada Família e Cruz de S. Damião, ou de paróquia em paróquia, a imagem de Nossa Senhora Peregrina.
                  
 
Há cerca de cinquenta anos, a passar para mais de cinquenta, não sabemos precisar com exactidão, duas primas, comadres, de nome Conceição juntaram-se e pediram ajuda a todos os habitantes da aldeia, Sarzedas do Vasco, e compraram um oratório da Sagrada Família. Eram elas conhecidas por Conceição “do balcão” (casada com Domingos Eiras) e Conceição “do pátio” (casada com Adelino Henriques).
Foi uma oportunidade para as famílias, ainda que por breves instantes e à volta da "Sagrada Família" rezarem em conjunto e como família. A presença da imagem, alumiada, é já de si uma chamada de atenção para a família e para os valores da família, sem esquecer a pertença à comunidade paroquial. Ouvimos dizer que todos os habitantes da época colaboraram.
Lembramos que foi comprado um oratório de madeira, em cor preto, forrado por dentro com cetim creme. Por iniciativa do Reitor da Paróquia de Castanheira de Pêra, na época o Sr. Padre Arménio Marques, foi pouco tempo depois trocado por um outro, o actual, um pouco maior, de cor castanho.
As imagens, são as da Família de Nazaré. Maria e José com o Menino de doze anos.
 
Desde então, este oratório continua a passar de casa em casa.
 
 
QUEM FOI A “SAGRADA FAMÍLA”?
 
Das sagradas escrituras:
…Dias depois, Maria e José,  apresentaram Jesus no Templo de Jerusalém, como primogénito consagrado a Deus, tendo então Maria ouvido do velho Si­meão o primeiro anúncio da sua parti­cipação na Paixão redentora de Jesus. Depois, para fugir à fú­ria do rei Heródes, a Sagrada Família esteve uns tempos foragida no Egipto, voltando finalmente à casa de Nazaré. Aos 12 anos, idade da primeira emancipação, Jesus fez-se perdido no Templo de Jerusalém, aonde a Sagrada Família ia celebrar anualmente a Páscoa. A res­posta de Jesus a Maria ficou a ecoar no coração dela, que a terá ligado à profecia de Simeão. É a última vez que os Evangelhos falam de José.
 
 
IMITAÇÃO DA Sagrada família de nazaré
 
Temos de continuar a aprender, na SagradaFamília de Nazaré, o que é uma família cristã. Em primeirolugar uma família cristã é uma família que cumpre a lei doSenhor. Não será certamente por acaso que S. Lucas insistecinco vezes, na sua descrição, que a Família de Nazaré tinhaido a Jerusalém para cumprir a Lei. Não fogem aos deveresda sociedade do seu tempo. São judeus praticantes, embora humildes.
 
É este conjunto de referências que as famílias da Sarzedas do Vasco pretendem seguir.
 

 

publicado por Sir do Vasco às 10:23

Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO